Notícias

Calçadistas levam pautas importantes para encontro com Governo Federal

Foi realizado no último sábado, dia 10, em Porto Alegre (RS), um encontro entre o Governo Federal e empresários dos mais diversos setores, entre eles o calçadista. Na ocasião, o presidente da Vulcabras e sócio da Grendene, Pedro Bartelle, levou ao conhecimento do Presidente Jair Bolsonaro e demais executivos presentes temas sensíveis para o setor, especialmente no que diz respeito à possibilidade de acordo de livre comércio entre Mercosul e Vietnã/Indonésia. 

Bartelle comentou que a indústria calçadista nacional se preocupa com a abertura comercial a países que praticam concorrência desleal e que não respeitam as normas e recomendações da Organização Internacional do Trabalho (OIT). Segundo Bartelle, atualmente empregando mais de 1 milhão de pessoas de forma direta e indireta, a cadeia produtiva do setor é a quinta maior empregadora da Indústria de Transformação brasileira e seria ameaçada em caso de redução da TEC - tarifa de importação aplicada pelos países do Mercosul – assim como um acordo de livre comércio com Vietnã e Indonésia, dois dos principais concorrentes dos calçadistas brasileiros. “Esses produtos entrariam aqui sem tarifa e prejudicariam a indústria calçadista nacional, que tem mais de 85% das suas vendas realizadas no mercado doméstico”, explicou, ressaltando que milhares de empregos estariam em risco. Além disso, também destacou o fato da indústria calçadista brasileira ser altamente moderna e capaz de produzir qualquer tipo de calçado em solo nacional. 

Após o encontro, o setor calçadista foi convidado para continuar a discussão sobre o tema em Brasília. “Foi um momento importante e positivo, já que conseguimos captar a atenção do Governo para um tema relevante para o setor”, conclui o presidente da Vulcabras.